orb and I 1

·

·

·

Viagens na minha terra. Não! Não é as viagens de Almeida Garrett que realizou entre Lisboa e Santarém, com livro publicado em 1846. Mas das minhas Viagens, onde vi, apreendi e compreendi que estar em Portugal ou em qualquer outra parte do mundo é semelhante. Todos somos iguais, temos os mesmos desejos, ambições e sonhos, a nossa constituição biológica é a mesma. Fez-me crescer de tal forma que hoje não sinto fronteiras nem diferenças entre nós. Os humanos.


Cresci com o prazer de viajar, os meus pais tiveram e têm grande influência no conhecimento e na descoberta do que está para além da nossa casa. Várias vezes realizamos viagens juntos, recordo-me com ternura das nossas viagens por terras próximas e longínquas . Somos uma família de viajantes, isso faz com que eu esteja sempre com o desejo da descoberta, do “desconhecido”.


Mais tarde comecei a viajar só, ainda hoje o faço, não por preferência, mas porque quando estou de partida ninguém está disponível. E é verdade que quando se viaja sem companhia tem-se outra visão, outro sentir, tudo está mais apurado, os nossos sentidos reagem a 100%. Estamos mais atentos. Porém, sempre me senti acompanhado, porque na verdade esta é minha casa. O meu planeta Terra.


A natureza deste planeta é belíssima por vezes é de arrepiar, existem lugares onde presenciei momentos únicos. Recordo-me das tempestades das cores dos cheiros e principalmente dos olhares dos milhares humanos que vi, nativos, ou não, que saboreavam esses lugares… Momentos!!! Das voltas que dei ao mundo, todas elas as guardo religiosamente no espírito. A calma e a sabedoria do povo das Ilhas Fiji, onde perdi o receio do mar ao praticar scuba diving. O fremir da Austrália com todos os seus contrastes, a gigantesca barreira de coral, ao todo 2000 km é de mirificar. Japão com os seus rituais, o seu povo de uma educação extrema, um país de uma beleza estética irrepreensível. Indonésia, o país da diversidade: Muçulmanos, Hindus, Católicos, vários dialectos, espécies animais endémicas e praticar scuba diving é algo de inexplicável; profundamente maravilhoso. Estados Unidos, país com diferenças profundas e cidades incríveis, Los Angeles é uma delas. Gostava de ter uma casa na colina de West Hollywood e ver a vista de downtown  pela manhã.

Dos vários lugares que visitei, diferentes, singulares, existe algo em comum que os une.  A natureza da mãe Terra e nós humanos.



Sydney Hotel view – Australia

·

Barrier Reef – Cairns – Australia

·

Barrier Reef – Australia

·

Fiji Islands

·

Fiji Islands

·

Bira Beach – Sulawesi Island – Indonesia

·

Kondengareng Keke Island – Indonesia

·

Houses of the people Toraja – Indonesia

·

Petronas Kuala Lumpur – Malaysia

·

Malaysia

·

Fuji Moutain – Japan

·

Tokyo – Japan

·

Tokyo Shibuya – Japan

·

Phiphi Island – Thailand

·

Chiang Mai – Thailand

·

Philippines

 ·

Tonga Islands

·

Gucci Store – Los Angeles

·

Zurich – Switzerland

Photos by Valentim | Music: Tokyo in the Spring

·

planeta-terra

·

·

5 responses

  1. João Sá Carvalho

    Valentim querido, que fantástico blog…e que bem escrito…tens que aprofundar essa tua veia literária…PARABENS…beijo

    2009/12/25 às 12:45 pm

    • sharp

      João, muito obrigado pela tua visita e comentário. foi um bom momento…

      2009/12/25 às 2:59 pm

  2. Fico feliz por saber que alguém que já vou conhecendo de Amigo, anda concretizando, o que para mim um dia foi um sonho.

    Na vida tinha 2 sonhos primordiais, dar a volta ao Mundo, e Participar numa Missão de 2 ou 3 anos num país em África onde os meus conhecimentos pudessem contribuir para melhorar a vida de alguém.

    Assim, vou procurando deixar a minha marca neste mundo sobre outras formas.

    Sim, porque este momento é só uma passagem de ida e volta, com uma Missão a cumprir, e eu sou pessoa que honra compromissos, mas mais que ter a responsabilidade sobre eles, tenho aprendido a executa-los com imensa alegria e a saber agradecer a oportunidade que me é dada em cada novo dia neste Mundo.

    Deixe-me ainda confessar-Lhe que porque acredito na reencarnação, talvez um dia nos encontremos numa dessas viagens.

    Um Forte Abraço, Amigo Valentim!

    2009/12/04 às 1:02 am

    • sharp

      … se esse encontro acontecer com certeza estaremos felizes…!
      obrigado Alexandre

      2009/12/04 às 2:49 am

  3. Valantin, my Wonderfull Valantin…beautiful blog and beautiful photos..love you… Kiss

    2009/06/10 às 11:07 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s